Quinta-feira, 25 de Setembro de 2008

Que chitex!

Começo a acordar, a despertar de um turbilhão de emoções que me transportaram para um outro nível de consciência.

Primeiro, foi poder testemunhar o sacramento do matrimónio de dois amigos, ouvi com ternura as suas juras de amor e acreditei que “casar” é possível.

Depois, passei oito horas numa fila, literalmente a pão e água, para venerar e consumir durante duas horas o maior fenómeno da humanidade – Madonna.

A minha entrada para faculdade vem completar o ramalhete. Pois é, sou caloiro da universidade, quem diria… Para quem sempre acreditou em mim, o meu grande obrigado. Foi nesse apoio que me ergui quando quis desistir.

Agora, cá estou, rendo-me aos novos hábitos que farão parte da minha rotina…


publicado por tufo às 00:04
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 9 de Setembro de 2008

Tou c'os nervos...!

Já há muito que não postava, mas hoje sinto uma necessidade imensa de me exprimir. Estou simplesmente triste, aborrecido e até irritado de não fazer o que me dá na real gana, estado que de que me tenho habituado há um punhado de anos.

Bastava ter que suportar ansiosamente as mudanças que vão transformar a minha insignificante vida de comum mortal noutra coisa qualquer, que nem sei bem o que vai ser. Mas lá está, aguardarei pacientemente como de costume e na 1ª fila da plateia para não perder nenhum pormenor desta minha realidade destinada….

Muito bem… depois de muita conversa com o Rufus e com o inconsciente sempre consciente Tufo, identifiquei os maus, os reles e sem escrúpulos agentes da mudança, eis a primeira prova superada.

De seguida vem o complicado, ser surpreendido pela velha bruxa consequência, sempre certa e um tanto ou quanto matreira, pois nem sempre é entendida da melhor forma. E que resta tão-somente cumpri-la como se de uma sentença se tratasse.

Apesar de tudo, acredito sinceramente que, só através das decisões que tomo diariamente fico mais consciente, mais concretizado e mais apurado. Ao contrário só me sentirei um ser apático e morto.

Aceitar-me como sou, acreditar nas minhas capacidades, ter a humildade para aprender, ser sincero quando digo “… gosto de ti…”, estar preparado para enfrentar a dor, não será ser maduro? Só atingirei definitivamente a tão essencial maturidade quando disser sim e este tão grandioso desafio.

Que atracção animal tenho eu pelo desconhecido? Ao mesmo tempo um medo terrífico. Será porque ainda não o vivi? Será porque ainda não pisei esse território duvidoso? Basta! Caminho confiante! Algo de novo vai acontecer. Aceito o risco e sei que vou crescer. Não vou aceitar a prisão ao passado saudosista, à repetição, movendo-me num círculo.

Hoje eu decido, não espero assustado, porque amanhã vou decidir novamente e depois de amanhã…

Não vou ter receio, não vou ser cobarde, amanhã vou estar mais velho, mais experiente, mais inteligente, mais vivo que hoje, mais perto do fim… ou simplesmente o amanhã poderá não chegar.


publicado por tufo às 00:12
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 3 seguidores

.pesquisar

 

.Setembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Taste Is

. Momentos!

. Orgulho

. Frio....muito frio!

. Super-Herois e Agentes Se...

. "... Céu geralmente muito...

. Mudar!!!

. Que chitex!

. Tou c'os nervos...!

. Katy Perry - I Kissed A G...

.arquivos

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Abril 2009

. Dezembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Março 2008

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds